Translate

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Jornal Zero Hora, caderno ZH Noroeste



Excelente matéria realizada pela jornalista Drika Morais, publicada em 20/junho/2008.

Esclareço aos interessados e também aos desavisados(e aos poucos mal-intencionados), que nesta obra não existe nenhum centavo de real que seja de governo municipal, estadual ou federal; ela é patrocinada exclusivamente por pessoas e empresas da comunidade são-luizense e de outros municípios, todos admiradores do poeta.

Pessoas que acreditam, como eu, na Cultura e no Turismo como fonte de renda para nosso município.
Há os que gastam com vícios, outros em bobagens; nós investimos em Arte... 
Temos que respeitar o gosto de cada um, pois esse é um dos segredos da boa convivência entre os povos.
Gostaríamos muito do auxílio dos governos, mas no tocante a cultura e ao turismo, é muito difícil conseguir algo... 

Talvez porque, da minha parte, não saiba como chegar a eles ou quem sabe minha mensagem não tenha sido clara e objetiva. 
Mas o importante de tudo é que a obra está a passos firmes e logo a inauguraremos.
Hoje sabemos que: Cultura e Turismo, é coisa para nós mesmos realizarmos!

Um comentário:

Tiarajú disse...

Azá Vicco véio!
Os caras do ZH já tão conhecendo tua obra. Bom esse esclarecimento, abaixo, de que não há um pila sequer do governo.
Aí sim se explica a expressão: "Não é mol tirá pel de pesco".
Tu tá fazendo tudo no amor, e no amor daqueles 300 e poucos que investiram nisso, por admiração ao Jayme.
Como tu diz, é uma obra de todos.